Páginas

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

UFPA decidirá na próxima terça-feira (30) se desvinculação seu vestibular do ENEM

Cerca de 300 estudantes participaram na tarde de ontem (24) de mais um protesto contra o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), os manifestantes se concentram no Terminal da UFPA e após recolherem mais de cinco mil assinaturas para um abaixo-assinado, que  exigi a desvinculação desse exame do vestibular da UFPA, os mesmos saíram em passeata até a reitoria da Universidade. Representantes de grêmios estudantis e coletivos secundaristas de Belém, Marituba e Ananindeua reuniram com Horácio Schneider, reitor em exercício. Ele explicou que a UFPA não pode suspender a nota do Enem como forma de avaliação até que uma decisão oficial anule o certame.
“Como o Inep já tornou público que um novo exame será aplicado aos estudantes que fizeram a prova amarela, a UFPA mantém o Enem como primeira fase de seu vestibular, e o cronograma que prevê a prova da segunda fase, elaborada pela própria Universidade, para o dia 19 de dezembro”.
Segundo Schneider, a decisão foi tomada após consulta ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) e só o mesmo conselho pode decidir ou não pela desvinculação.
A pedido do grupo, alguns conselheiros se dispuseram a marcar uma reunião extraordinária do Consepe, para a próxima terça-feira (30) ás 15:00H. Os estudantes prometem uma grande mobilização na próxima terça, onde estudantes de: Belém, Marituba e Ananindeua serão convocados para ir às ruas.

Nenhum comentário: