Páginas

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Concursados formam comissão para pedir audiência com novo governador

Sem nenhuma informação concreta, que garanta as nomeações dos mais de cinco mil concursados aprovados nos certames promovidos pela administração pública estadual, membros da Associação dos Concursados do Pará se reuniram na noite desta terça-feira, 21, no auditório do Sindicato dos Urbanitários, a fim de se organizarem para cobrar do Estado as suas nomeações.
Infelizmente as notícias que chegam aos concursados são desanimadoras. O próprio governador eleito, Simão Jatene, já declarou à imprensa que o orçamento do Estado para 2011 é insuficiente e que, além da necessidade de enxugamento da máquina administrativa, pretende manuter os servidores temporários. No entanto, os concursados decidiram manter o grupo organizado e farão quantas manifestações públicas forem necessárias para que suas nomeações sejam publicadas no Diário Oficial do Estado e suas posses se concretizem o mais rápido possível.
Antes, porém, uma comissão, formada pelos concursados presentes à reunião, tentará uma audiência com Simão Jatene, onde pretendem sugerir que seja montado um cronograma para que as nomeações ocorram.
De acordo com informações dadas pelo próprio secretário de Governo, Edilson Rodrigues, da equipe de transição do governo, atualmente o Estado emprega mais de 12 mil servidores temporários, sendo que 5% destes funcionários estão em situação irregular, pois seus contratos estão vencidos há mais de 10 ou até 20 anos. Ocorre que o número total de concursados não chega a 6 mil - portanto, menos da metade do total de temporários empregados pela governadora Ana Júlia Carepa.

Nenhum comentário: