Páginas

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Projeto inclui deficientes no mercado de turismo

Inserir pessoas deficientes no mercado de turismo essa é a proposta do evento “Turismo Acessível: um bom negócio”, coordenado pela Avape (Associação de valorização de pessoas com deficiência) com apoio do Ministério de Turismo, que ocorre no dia 14 de dezembro, às 19 horas, no hotel Beira Rio.
A ação tem como principal objetivo apresentar o projeto que qualifica pessoas com deficiência para os empresários do ramo do turismo, e tentar sensibilizá-los a obter o seu comprometimento sobre a inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho local. Durante a ocasião também serão entregues os certificados dos 25 alunos que participaram do curso promovido pela Avape - São Paulo e ministrado pela unidade-Belém.
O Pará recebe pela primeira vez o projeto que tem como princípio gerar renda e emprego para este segmento da população e, para tanto, tem como meta qualificar 240 pessoas com deficiências e mobilidade reduzida, residentes dos destinos participantes, por meio de oficinas e seminários locais, orientados por profissionais especializados em turismo acessível e na reabilitação de pessoas com diferentes deficiências (intelectual, visual, auditiva e física).
O treinamento permite a estas pessoas atuar na área de agenciamento de viagens, organização de eventos, serviços de artesanato, alimentação, hospedagem e também como empreendedor de seu próprio negócio.
Os cursos têm um total de 200 horas de treinamento, em cada um dos 12 municípios nos cinco pólos turísticos do nosso estado. As aulas começaram em agosto deste ano e terminaram no dia 12 de novembro, os alunos participantes receberam camisetas, mochilas e material didático.
Com a capacitação para o turismo e com o envolvimento dos empresários do setor, espera-se contribuir para uma melhor inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho, assegurando a elas as mesmas oportunidades na sociedade e o alcance de sua independência social e econômica.
Os municípios compreendidos nos 5 pólos turísticos beneficiados pelo projeto são pólo:
Polo Belém: Belém e distrito de Mosqueiro
Polo Amazônia Atlântica: Bragança e Salinópolis
Polo Tapajós: Santarém
Polo Araguaia – Tocantins: Conceição do Araguaia, Marabá, Redenção, Santana do Araguaia e São Geraldo do Araguaia
Polo Xingu: Altamira e São Félix do Xingu
(Assessoria da Avape)

Nenhum comentário: