Páginas

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Jatene manda periciar viaturas

O governador Simão Jatene esteve sábado passado na sede do Comando Geral da Polícia Militar e ficou impressionado com a grande quantidade de viaturas - quase uma centena de automóveis e quatro lanchas - paradas na área de manutenção do quartel. Jatene determinou que todos os veículos sejam periciados para verificar quais deles podem ser aproveitados no policiamento. A perícia está marcada para às 9h da manhã desta segunda-feira (10).
Ainda no sábado, o governador esteve no Hospital Estadual Abelardo Santos, em Icoaraci, para checar as condições de atendimento. Jatene visitou o hospital acompanhado do secretário de Saúde, Hélio Franco. Com as visitas, que vão se tornar rotina, o governador cumpre o compromisso de tornar mais próximo o relacionamento do governo com a população e de dar especial atenção às áreas de saúde, segurança e educação.
O primeiro ponto de parada do sábado de trabalho do governador foi no Comando Geral da PM, onde Jatene encontrou algo parecido com um “cemitério” de automóveis.Os veículos foram retirados de circulação para conserto e nunca mais retornaram às ruas. Alguns deles estão visivelmente deteriorados pela ação do clima. Entre os carros, há vários dos anos de 2008 e 2009 - ou seja, ainda dentro do período de vida útil de três anos, considerado normal para uma viatura de polícia. Com a perícia será possível avaliar se esses automóveis ainda têm condições de uso.
Depois de visitar o Comando da PM, o governador seguiu para o Hospital Abelardo Santos, em Icoaraci. Jatene e o secretário de Saúde, Hélio Franco, constataram que o hospital tem muitos leitos ociosos por falta de médicos. O caso mais grave é o da maternidade. O hospital possui uma maternidade montada com vários leitos e equipamentos novos e não está sendo utilizada porque não existem obstetras em número suficiente. O governador também pôde observar equipamentos encaixotados espalhados pelos corredores. Esses equipamentos foram adquiridos para implantar a área de traumato-ortopedia do hospital, mas até hoje não foram postos para funcionar. Alguns deles estão nas caixas desde 2009.
O hospital também possui um Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) inaugurado em 27 de outubro do ano passado pela então governadora que, apesar de totalmente equipado, nunca funcionou. O espaço permanece fechado. Após a visita, ficou definido que a Secretaria de Saúde vai iniciar imediatamente a readequação do hospital para pôr em funcionamento as áreas hoje ociosas e fazer com que o Abelardo Santos passe a atender a demanda dos bairros próximos, reduzindo a pressão sobre os hospitais do centro de Belém. (Diário do Pará)

Nenhum comentário: