Páginas

sábado, 29 de janeiro de 2011

O prédio Real Class seria assim quando concluído

O prédio seria entregue em dezembro de 2011 e já estava na fase de acabamento

Metro quadrado do mercado imobiliário de Belém é um dos mais caros do Brasil. Uma tragédia como essa é INACEITÁVEL.

4 comentários:

Laura C. Nogueira disse...

mais uma vez o blog do Lucas Nogueira atrás da noticia. Agora, é hora de achar os maravilhosos construtores e engenheiros responsáveis por essa maravilha de moradia.

Anônimo disse...

Concordo contigo,Laura!

Anônimo disse...

Belém, como foi dito, é uma das capitais que possui um dos maiores valores do metro quadrado construído, em que pese serem obras de PÉSSIMA QUALIDADE, onde muitas das vezes edifícios com pouco mais de 06 meses começam a perder seus revestimentos externos. O problema é que o Paraense é tão acomodado e a improbidade administrativa é tamanha que essa tragédia logo será esquecida; daqui a poucos meses, a mesma construtora já estará construindo e vendendo unidades a preços exorbitantes! Cadê o Ministério Público? Cadê a SEURB? Cadê o CREA, que possui um enorme corpo de engenheiros e, ao que tudo indica, só faz CARIMBAR plantas? É preciso que haja maior seriedade, maior competência profissional e, sem dúvida, maior compromisso e respeito com todos!!!

Anônimo disse...

Pareceu-me, por fotos da fase antes do reboco, que as colunas/pilares eram inadequadas para obras deste porte, outras construtoras de Belém utilizam menos colunas/pilares,porém de largura muito superiores, o que parece ser a melhor opção.