Páginas

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Sílvio Santos vende o banco PanAmericano

O empresário Silvio Santos, dono do SBT, anunciou na noite desta segunda-feira a venda do Banco PanAmericano ao BTG Pactual, que confirmou, em nota, a operação. Sílvio afirmou aos jornalistas que “não podia deixar de vender o banco". 
"O meu banco não deu prejuízo para ninguém. O meu banco teve um bom comportamento. Talvez tivesse sido mal administrado, e essa má administração provocou aquilo que todos vocês conhecem. Não ganhei nada, não perdi nada", disse o empresário. “O Grupo Silvio Santos não tem mais nenhuma dívida com o Fundo Garantidor”, completou.
Sílvio disse que está “livre”, e que o SBT, a Jequiti e as lojas do Baú, todas as empresas de sua propriedade, não estão à venda.
O empresário afirmou, ainda, que não se sente frustrado:
“Meus negócios, para mim, são mais uma forma de diversão e emoção, mais nada”, garantiu. "Sou um homem de televisão, não de dinheiro".
A venda foi fechada por R$ 450 milhões, segundo informações do BTG Pactual, que passa a ter o controle do banco, com 34,64% do Panamericano - 51% das ações ordinárias e 21,97% das preferenciais.
“O patrimônio do Grupo BTG Pactual é de aproximadamente R$ 7,3 bilhões e o do Banco BTG Pactual, de R$ 5,6 bilhões”, diz a instituição em nota.
A Caixa Econômica Federal (CEF) mantém sua participação de 36,56% no capital social total do banco. Será feita uma Oferta Pública de Aquisição de Ações (OPA) aos acionistas minoritários, nas mesmas condições oferecidas ao acionista controlador, a R$ 4,89 por ação. O comando do PanAmericano será de José Luiz Acar Pedro, sócio do BTG.
Em novembro, depois que o BC identificou um rombo nas contas da instituição, o PanAmericano recebeu aporte de R$ 2,5 bilhões, com recursos do Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Os bens do grupo Silvio Santos foram oferecidos como garantia. 

Nenhum comentário: