Páginas

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Simão Jatene precisa ser mais claro em relação às nossas nomeações

Apesar de já ter declarado que pretende nomear todos os concursados, o novo governador do Pará, Simão Jatene, tem evitado se manifestar abertamente a respeito do assunto, não dizendo claramente como, nem quando, fará as convocações dos quase cinco mil concursados que ainda aguardam chamadas.
A angústia maior é daqueles que foram aprovados em um dos treze concursos públicos realizados em 2007, cujos prazos de validade se encerram já em 2011. Naquele ano foram ofertadas 23.970 vagas, das quais pelo menos 600 pessoas ainda restam ser convocadas. Com um detalhe importante: todas foram aprovadas dentro do número das vagas.
Em recente entrevista, Simão Jatene, ao se referir de maneira acelerada às nossas nomeações, demonstrou clara indiferença.
A avaliação que fazemos da atitude de Simão Jatene, quanto à questão das nomeações dos concursados, é de que o governador começa o seu mandato, fazendo questão de nos ignorar, a fim de ter mais espaço para a livre contratação de servidores temporários e comissionados (DAS), exatamente como fez em seu governo anterior.
Como acreditamos que o caminho, no momento, é a conversa, estamos tentando marcar algumas audiências com os novos titulares dos órgãos do governo, a fim de ter a oportunidade de cobrar as nossas nomeações.  E a primeira dessas conversas já está agendada para a próxima terça-feira, às 9 horas da manhã, com o chefe da Casa Civil, Zenaldo Coutinho.
O passo seguinte será reunir os concursados para decidir o que fazer.

José Emilio Hermes de Almeida
Presidente da Associação dos Concursados do Pará

Nenhum comentário: