Páginas

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Governo conclui cronograma de nomeações

Até o final de março o governo concluirá o cronograma de nomeação dos profissionais aprovados nos vários concursos realizados pelo Estado, informou a secretária de Estado de Administração, Alice Viana Monteiro, na manhã desta quinta-feira (17), durante reunião com o presidente da Associação dos Concursados do Pará (Ascon-PA), José Emílio Almeida, e uma comissão formada por aprovados em concursos públicos.

Ao iniciar a reunião, Alice Viana solicitou à comissão que qualquer dúvida, reclamação ou pedido de esclarecimento sobre a questão dos concursados seja encaminhada diretamente à Sead. "O Executivo está totalmente aberto ao diálogo e a determinação do governador Simão Jatene é que a gestão seja feita com absoluta transparência", frisou.

A secretária informou que já está em fase de finalização o levantamento feito com o objetivo de estabelecer uma correlação entre temporários e concursados, para que o governo possa finalizar o cronograma de nomeação. "Os dados estão sendo tabulados. Só depois disso teremos condições de iniciar o processo de convocação. Não é postura deste governo prejudicar ninguém e acredito que isso já ficou claro nesses pouco mais de 45 dias, período em que já foram nomeados mais de 100 concursados, obedecendo ao prazo de validade desses certames", reiterou.

Alice Viana esclareceu, ainda, que ao contrário do que foi estimado, no banco de dados da Sead constam apenas 3.800 concursados, em vez de 5 mil, lotados em órgãos estaduais esperando por nomeação. A intenção, segundo ela, é regularizar a situação dessas pessoas e atender ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre governo e Ministério Público do Trabalho em maio de 2005, que acabou não sendo cumprido pela gestão anterior.

Ordem judicial - Questionada sobre a existência de contratações irregulares de concursados por critérios políticos, Alice Viana foi enfática: "Reitero a vocês que este governo não compactua com praticas ilegais. E se houver alguma irregularidade que seja denunciada, que nós apuraremos".

Segundo a secretária, as duas nomeações de concursados no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, alvo de contestações recentes, foram feitas por determinação da justiça. "E ordem judicial é para se cumprir, sem questionamento", argumentou.

Ao final da reunião, a titular da Sead reforçou que o compromisso do governo "é atender o interesse coletivo. Os problemas são muitos e sabemos que alguns são urgentes, como é o caso dos concursados, mas não podemos passar por cima da capacidade de gestão financeira do próprio Estado". (assessoria da Secretaria de Administração do Estado do Pará)

Nenhum comentário: