Páginas

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Nota do ICMBio Belém (PA) sobre os assassinatos em Nova Ipixuna (PA

Nota da Coordenação Regional do ICMBio em Belém do Par sobre ã á o Crime em Nova Ipixuna: “Mataram o Zé e a Dona Maria!”

Foi com muito pesar e indignação que a equipe do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) recebeu a notícia do assassinato covarde de José Cláudio Ribeiro da Silva e sua esposa Maria do Espírito Santo, no dia 24 de maio de 2011, no Projeto de Assentamento Agroextrativista Praialta-Piranheira, em Nova Ipixuna (PA).
Somos solidários à família, extrativistas e agricultores da região e esperamos que as autoridades policiais cumpram adequadamente seu papel, descobrindo quem foram os responsáveis por tamanha barbaridade e que estes sejam levados à justiça. Esperamos que toda a cadeia de comando envolvida neste crime seja desarticulada e presa.
O enfrentamento realizado por estas lideranças sociais soma-se à difícil tarefa que várias instituições públicas e da sociedade civil tem tentado executar, não apenas na Amazônia, mas em todo o Brasil. Lutar contra as forças políticas e econômicas que lucram com o desmatamento ilegal e com a grilagem de terras significa se expor à mira de grupos criminosos. Infelizmente, o Estado ainda não consegue proteger aqueles que se levantam
contra tais interesses, reagindo somente após o derramamento de sangue.
As mesmas mãos que assassinam e intimidam lideranças dos movimentos sociais também tentam, por coação, ameaças e violência, frear o trabalho de servidores do ICMBio e IBAMA.
Nossos sinceros abraços, com a certeza de que lutamos por valores em comum, pela sustentabilidade ambiental e social com qualidade de vida e direito aos territórios dos agricultores familiares, extrativistas e demais populações tradicionais.

ICMBio/CR4-Belém.
Em 25 de maio de 2011.

Nenhum comentário: