Páginas

quinta-feira, 16 de junho de 2011

PA: PF faz operação contra fraude de R$ 10 mi na Previdência

A Polícia Federal (PF) realiza nesta quinta-feira uma operação para desarticular quatro quadrilhas envolvidas em fraude contra a Previdência Social no Pará. Ao todo, a Operação Hidra de Lerna pretende cumprir 35 mandados de prisão e 47 de busca e apreensão, além de seis mandados de condução coercitiva - quando a pessoa é levada para prestar depoimento. A PF estima em R$ 10 milhões o prejuízo causado pelas quadrilhas.
Entre os suspeitos estão dois servidores da Previdência Social, um agente prisional e um funcionário do banco Bradesco, além de 27 intermediários - conhecidos como "cartãozeiros" - e quatro pessoas portadoras de documentos falsos para saques fraudulentos de benefícios. Entre as pessoas que serão levadas para prestar depoimento estão um funcionário da Previdência. A PF suspeita que ambos tenham envolvimento com os crimes.
De acordo com a PF, os líderes das quadrilhas contratavam idosos, chamados de "soldados". Essas pessoas utilizavam documentos falsos para se passar por beneficiários do Benefício Assistencial ao Idoso junto às agências bancárias e do INSS. Os membros da quadrilha requeriam e recadastravam benefícios previdenciários, desbloqueavam cartões de pagamentos e renovavam senhas, com ou sem a participação dos idosos e de servidores do INSS.
As investigações identificaram cerca de 370 benefícios com indícios de irregularidades e os prejuízos causados aos cofres públicos chegam a aproximadamente R$ 10 milhões. Este valor pode ser ultrapassado após análise das provas apreendidas.
Além de Belém (PA), os cerca de 200 policiais federais que participam da operação também cumprirão mandados no Recife (PE).
O nome da operação é uma referência à personagem da mitologia grega que possuía várias cabeças, que representam as quatro quadrilhas investigadas. (Terra)

Nenhum comentário: