Páginas

quinta-feira, 7 de julho de 2011

No Hemopa, concursados doam sangue em protesto por nomeações

Cerca de 20 pessoas, aprovadas em concursos públicos realizados pela administração pública estadual, que há quatro anos aguardam chamada para trabalhar, participaram do Primeiro Ato de Protesto com Doação de Sangue dos Concursados, realizado pela Associação dos Concursados do Pará.
Segundo o presidente da Asconpa, José Emílio Almeida, "o principal objetivo da manifestação foi contribuir com o Banco de Sangue da Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa). No entanto, também chamar a atenção da sociedade e do governo do Estado para a situação de milhares de pessoas que ansiosamente esperam suas nomeações após aprovação em concursos públicos".
Entre os presentes, estavam representantes de concursados aprovados nos certames promovidos pela Sespa, Seduc, CPC Renato Chaves e Hemopa.
Até março deste ano, quando ainda existiam 5.500 concursados aguardando chamada, o governador Simão Jatene anunciou a nomeação de 1.500 aprovados, no entanto, até hoje, apenas uma parte deles foi efetivamente convocado. 
Atualmente, cerca de 4.500 concursados, todos aprovados dentro do número das vagas ofertadas, ainda aguardam convocação. Mesmo assim, órgãos como Seduc e Sespa contratam servidores temporários para ocupar vagas já destinadas em concurso aos aprovados. 
No dia 2 de agosto (terça-feira), às 9 horas da manhã, os concursados se reúnem para novo ato. Desta vez em frente ao Tribunal de Justiça do Estado (TJE), onde serão protocolados os Mandados de Segurança, através dos quais os concursados pretendem assegurar suas vagas, uma vez que estão sendo continuamente ocupadas por trabalhadores temporários e comissionados.
 Associação dos Concursados do Pará 

Nenhum comentário: