Páginas

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Terruá Pará é apresentado em Belém com entrada franca


Quem assistiu pela TV agora tem a chance de ver ao vivo. O show Terruá Pará será apresentado em Belém nos dias 26, 27 e 28, no Teatro Margarida Schiwasappa, do Centur. O público paraense terá a oportunidade de conferir o espetáculo na íntegra, com os mesmos artistas, produção e cenário apresentados no Auditório Ibirapuera, em São Paulo, no último mês de junho. A entrada é franca e os ingressos serão distribuídos a partir de 17 horas, na bilheteria do teatro. Serão distribuidos dois ingressos por pessoa a cada dia.
Participam do Terruá Pará mais de 40 artistas paraenses, de vários estilos, do brega ao carimbó, da guitarrada à música erudita. “O Terruá Pará é uma experiência enriquecedora justamente pela variedade de estilos”, diz o músico Luiz Pardal, responsável pelos arranjos do show ao lado da banda base, que reúne alguns dos melhores músicos paraenses: Félix Robatto (guitarra), Pio Lobato (guitarra e banjo), Adriano Sousa (bateria), Calibre (baixo), Esdras Souza (saxofone) e Trio Manari (percussão).
Para Luiz Pardal, a troca entre os artistas é um dos principais méritos do projeto. “Como músico tive a oportunidade de conviver com estilos que não fazem parte do meu dia-a-dia. Da mesma forma que eu contribui também aprendi bastante”, comenta. Para ele, a apresentação do show em Belém é um dever artístico. “Representamos o Pará em São Paulo, e agora é a vez dos paraenses verem o show ao vivo, presenciarem esse momento tão bonito da nossa música”, convida.
Estímulo
Realizado pela primeira vez em 2006, o Terruá Pará voltou à cena este ano com a mesma proposta: valorizar, difundir e fazer circular a produção musical paraense em suas várias vertentes. O registro da primeira edição será lançado em outubro, no formato de CD e DVD. Já a segunda edição sai em CD e DVD no mês de dezembro.
Assim como ocorreu em 2006, o novo show teve grande repercussão na mídia nacional, abrindo espaço para os artistas e fomentando a produção musical paraense. A curadoria do projeto coube aos produtores Carlos Eduardo Miranda e Cyz Zamorano, que também participaram da primeira edição.
Para o secretário de Comunicação do Estado, Ney Messias Jr., idealizador do Terruá Pará, o projeto é um passo importante no sentido de estabelecer uma cena musical no Estado, valorizando na mesma medida os diferentes estilos musicais presentes na cultura amazônica. A apresentação do show em Belém é um presente para o público local, diz Ney Messias Jr. “Ver o show pela TV já foi uma emoção, mas senti-lo de perto é essencial. Além disso, o Terruá Pará deve circular pelo Estado”, informa, acrescentando que estão sendo levantados locais e datas para as apresentações no interior do Pará.
Adelaide Oliveira, presidente da Rede Cultura de Comunicação, convida o público paraense a prestigiar o Terruá Pará. “A gratuidade do ingresso garante maior acesso ao espetáculo. O show está lindo e os músicos querem ver casa cheia”, completa.
Quem participa
Felipe e Manoel Cordeiro, Pio Lobato, Dona Onete, Charme do Choro, Sebastião Tapajós, Paulo André Barata, Carimbó Uirapuru de Marapanim, Orquestra de Violoncelistas da Amazônia, Gaby Amarantos, Gang do Eletro, Edilson Moreno, Lia Sophia, Luê Soares e Mestre Solano.
 SERVIÇO
Terruá Pará. Dias 26, 27 e 28 de julho, às 20h, no Teatro Margarida Schivasappa, do Centur. Entrada franca, com retirada de ingressos a partir das 17 horas, limitados a dois ingresso por pessoa, na bilheteria do teatro. Quem comprou ingressos antecipados terá seu dinheiro devolvido. Realização: Governo do Pará/ Rede Cultura de Comunicação. Informações: 4005-7706-7759. (Ascom Funtelpa)

Nenhum comentário: