Páginas

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

PF prende acusados de crime financeiro no Pará

A Polícia Federal do Pará realizou no início da manhã desta quinta-feira (18) a "Operação VIP", objetivando desarticular uma quadrilha que aplicou um golpe na agência Entroncamento da Caixa Econômica Federal - CEF.
Segundo a polícia, a operação investigou uma quadrilha especializada em modificar quadro societário de empresas, utilizando-se de “laranjas” e, a partir daí, pleitear e obter, de forma fraudulenta, financiamentos junto à Caixa Econômica Federal, sendo que os valores obtidos com o financiamento eram divididos entre os participantes do esquema, em interesse próprio.
Na operação, deflagrada hoje, foram cumpridos 06 (seis) mandados de prisão temporária nas cidades de Belém/PA, Ananindeua/PA e Anápolios/GO, 11 (onze) mandados de busca e apreensão nas residências dos envolvidos, além de cinco pessoas conduzidas coercitivamente para a sede da Polícia Federal em Belém/PA, para serem ouvidas. Entre os envolvidos estão empresários e auxiliares de contabilidade. Todos os mandados foram expedidos pelo Dr. Antônio Carlos Almeida Campelo, Juiz da 4ª Vara Federal em Belém/PA, especializada em crimes contra o sistema financeiro nacional.
Segundo levantamentos preliminares, as primeiras fraudes ultrapassaram o valor de R$150.000,00 (cento e cinqüenta mil reais). Os crimes investigados são de Formação de Quadrilha (art. 288 do CPB, Crime Contra a Ordem Tributária (Lei 8.137/90), Crimes Contra o Sistema Financeiro (Arts. 6º e 19 da Lei 7.492/1986) e Falsidade Ideológica.
A operação é resultado de investigação da Delegacia de Combate a Crimes Fazendários, com apoio da Caixa Econômica Federal. Cerca de 50 Policiais Federais, lotados nos Estados do Pará e Goiás, participaram da operação. (Com informações da PF) 

Nenhum comentário: