Páginas

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Edmilson Rodrigues: túnel do tempo

No TerraDivulgaFácil, 25 de maio de 2010
O ex-prefeito Edmilson Rodrigues (PSOL) e cinco ex-secretários municipais de saúde, foram acusados pelo Ministério Público Federal no Pará (MPF-PA) por improbidade na administração de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS). O órgão pede o ressarcimento de R$ 68,5 milhões que teriam sido desviados.Na ação judicial, o MPF-PA aponta atrasos no repasse dos recursos do SUS pela prefeitura, em 2004 e 2005, à Santa Casa, ao Hospital das Clínicas Gaspar Viana, ao Instituto Offir Loyola e à Universidade Estadual do Pará. De acordo com o Departamento Nacional do SUS (Denasus), os pagamentos atrasados foram feitos com outros recursos de novos repasses do SUS.

Redação do Gterra, 09 de setembro de 201.
Ministério Público Federal – MPF investiga o deputado Edmilson Rodrigues, ex-prefeito de Belém.O processo foi encaminhado para despacho do juiz federal nesta quinta-feira, 8 de setembro de 2011.

O Globo, 16 de julho de 2002
ESCÂNDALO DOS RADARES DO PT EM BELÉM
O Ministério Público do Pará concluiu que havia indícios de irregularidades no contrato promovido entre a CTBel e a empresa Fotossensores Tecnologia Ltda. A Companhia de Transportes de Belém (CTBel) arrecadou, em valores líquidos, cerca de R$ 19 milhões de reais, apenas com radares e fotossensores. O escândalo ficou conhecido como a “indústria de multas”.

Folha de São Paulo, 01 de julho de 2002
O ESCÂNDALO DO LIXO DO PT EM BELÉM
Foi aberta uma CPI na Câmara Municipal para investigar as irregularidades do sistema de coleta de lixo da prefeitura de Belém. Uma empresa sem sede em Belém (Emparsanco), ganhou a concorrência em que a presidente da comissão de licitação era a irmã do prefeito petista Edmilson Rodriguez.
Em apenas um ano o preço da coleta de lixo saltou de R$55 milhões para R$108 milhões.

O Liberal, 19 de outubro de 2000
INACREDITÁVEL! O PT do Pará anistia multas em troca de votos
A presidente da Companhia de Transportes do Município de Belém (CTBel), Cristina Baddini, propôs ao Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Pará a anistia de multas dos motoristas profissionais. Em troca a categoria deveria fazer campanha ostensiva à reeleição do prefeito Edmilson Rodrigues, do PT. A reunião sigilosa entre Cristina Baddini e os representantes do sindicato foi toda gravada pelo jornal O Liberal.

O Paraense, 11 de novembro de 2001
A PREFEITURA DO PT DE BELÉM ENTREGA OBRA DE FACHADA
A imprensa local denunciou que o palacete Bolonha, jóia da arquitetura paraense, ganhou uma demão de tinta, à noite tem uma iluminação especial e por fora ficou muito bonito. Mas por dentro está em ruínas.
No mesmo período foi divulgado pela imprensa paraense

EM BELÉM O PT PROMETEU CONSTRUIR 4 MIL CASAS POPULARES, MAS NÃO ENTREGOU NENHUMA
Durante a campanha à prefeitura em 1996 o então candidato Edmilson Rodrigues, do PT, prometeu construir quatro mil casas populares, no horário eleitoral gratuito. Passados quatro anos da sua administração nem uma só casa popular tinha sido entregue.

O Liberal 20 de abril de 2000
NO ESTADO DO PARÁ PREFEITO DO PT INCITA A POPULAÇÃO A INVADIR A SSP DO ESTADO
O prefeito Edmilson Rodrigues, o deputado João Batista Araújo, o Babá, e a deputada estadual Araceli Lemos, todos do PT, foram indiciados pela polícia por insuflar o quebra-quebra da Secretaria de Segurança Pública, com a ajuda do PST, e da CUT. O discurso feito pelo prefeito Edmilson Rodrigues, do alto de um carro de som, foi a senha para que a militância do PT, do MST, da CUT, e do PSTU, invadisse o prédio da Secretaria de Segurança Pública do Estado e num ato de barbárie, agredisse funcionários públicos, apedrejasse o prédio, batesse em jornalista e levasse o pânico ao centro da cidade, num arrastão de insensatez.

Nenhum comentário: