Páginas

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Veja pesquisa Vox Populi para o 2º turno em Belém


A primeira rodada de pesquisa realizada pelo Instituto Vox Populi aponta o candidato Zenaldo Coutinho (PSDB) na liderança das intenções de votos, com 57% dos votos válidos (que desconsidera os votos brancos e nulos). Já o candidato do Psol, Edmilson Rodrigues, aparece com 43%. Nos votos estimulados totais, o candidato tucano desponta com 48%, Edmilson surge com 36%, a margem de brancos e nulos está em 6% e o percentual dos que disseram que não sabem ou preferem não responder é de 9%.
A pesquisa encomendada pela TV Liberal foi realizada entre os dias 14 e 15 de outubro, com 800 eleitores da capital paraense. Ela está registrada na Justiça Eleitoral sob o número PA-00333/2012. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, em um intervalo de confiança de 95%.
Segundo o levantamento do Vox Populi, Zenaldo alcança 49% da preferência dos entrevistados do sexo masculino e 48% dos do sexo feminino, enquanto Edmilson tem 36% e 37%, respectivamente. Em todos os outros cruzamentos Zenaldo supera o candidato psolista, que teve o seu melhor desempenho entre os eleitores de idade entre 35 e 44 anos (43%). Por sua vez, Zenaldo apresentou os seus melhores índices entre os entrevistados que declararam ter ou estar cursando o ensino médio e possuírem renda familiar entre dois e três salários mínimos, ambos com marca de 53%.
Simpatia - O Vox Populi voltou a avaliar o grau de simpatia e rejeição dos eleitores de Belém com os partidos políticos. Uma margem de 75% respondeu que não tem afinidade com nenhum deles, 11% gostam do PT, 6% do PSDB, 4% do PMDB, 2% do Psol e 2% dos outros partidos. Por outro lado, 10% respondeu que não votaria, de jeito nenhum, em um candidato do PT, 5% do PSDB, 2% do PMDB e 2% dos outros. Para 81% dos entrevistados, não há antipatia por nenhum dos partidos políticos.
Metade acha que tucano vencerá
Para 50% dos eleitores pesquisados, Zenaldo será o campeão da disputa eleitoral, enquanto 42% apostam em Edmilson. Ficaram indecisos 8%. Quanto à influência do apoio aos candidatos, o governador Simão Jatene é o que mais deve contribuir com votos. Entre os entrevistados, 16% disseram que votam, com certeza, em quem ele apoiar. A presidente Dilma Rousseff contribui diretamente na decisão de 7% e o ex-presidente Lula em 10%.
Por pequena margem, o governador é que o apresenta a menor rejeição. Chega a 21% o percentual de eleitores que afirmaram não votar, de jeito nenhum, no nome apoiado por ele. Em compensação, tanto para Dilma como para Lula, o percentual alcançou 22%. Uma proporção de 40% ainda respondeu que não importa o apoio do governador, 42% de Dilma e 41% de Lula.
Pesquisa apurou migração de votos
Entre os eleitores pesquisados, 96% foram às urnas em 7 de outubro. Destes, 33% disseram que votaram em Edmilson, 29% em Zenaldo, 12% em Jefferson Lima (PP), 8% em Priante (PMDB), 6% em Anivaldo Vale (PR), 3% em Jordy (PPS) e 2% em Alfredo (PT) 2%. Outros 5% disseram que votaram em branco ou anularam o voto. Sobre a intenção de voto no 2º turno, 70% dos que confirmaram o voto em Anivaldo disseram que vão votar agora em Zenaldo e 17% em Edmilson. Dos que votaram nno candidato do Psol, 87% vão repetir o voto, mas 8% mudaram para o tucano. A distribuição dos votos de Jefferson Lima ficou em 59% para Zenaldo e 16% para Edmilson. Os votos de Priante estão divididos agora em 51% para o tucano e 23% para o Psol. Já 95% dos que escolheram Zenaldo continuarão com ele contra 2% que deverão votar em Edmilson.
(O Liberal)

Nenhum comentário: