Páginas

sexta-feira, 31 de março de 2017

TRE cassa mandato do governador do Pará, Simão Jatene



Que fase... Neste momento, tecnicamente, o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho (PSDB), e o governador do Pará, Simão Jatene (PSDB), estão cassados. A decisão, no entanto, ainda não é final. O prefeito de Ananindeua, Manoel Pioneiro (PSDB), deve “colocar as barbas de molho”.

Mas cá entre nós! A decisão é mais simbólica que efetiva, já que dificilmente o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), julgará o recurso da cassação, antes do termino do atual mandato de Simão Jatene.

A compra de voto institucionalizada, por meio do cheque moradia, com distribuição de verbas públicas para eleitores em quantidade muito além do previsto nos planejamentos estatais, foi à causa da cassação.

A previsão de gastos do estado com o cheque moradia para 2013, 2014 e 2015 foi ultrapassada em mais de 200% até o mês de outubro de 2014, quando foram realizadas as eleições. Até o período da campanha eleitoral, o mês com maior investimento do Cheque Moradia havia sido janeiro, com um gasto total de R$ 9,2 milhões.
Em agosto do ano eleitoral, o gasto foi de R$ 15,1 milhões e em setembro pulou para R$ 31 milhões.

Ao que tudo indica, a compra de voto institucionalizada, implementada pelo programa bolsa família, foi importada para cheque moradia. 

Nenhum comentário: