Páginas

sábado, 18 de setembro de 2010

Ibama aplica R$ 4 milhões em multas no Pará

Realizada no sul do Pará, a Operação Durans Rocha aplicou mais de R$ 4 milhões em multas, apreendeu oito espingardas, um trator de esteira, um veículo Gol, duas motos, 12 motosserras e prendeu quatro pessoas. A operação, que teve início dia 9 de agosto, é uma parceria entre Ibama, Polícia Federal e Força Nacional.
A operação acontece em uma das últimas áreas ainda com floresta preservada da região sul do estado do Pará, a região denominada Gleba São Benedito, que se encontra entre os rios São Benedito e Rio Cururu-açu, no município de Jacareacanga.
No local, a equipe envolvida encontrou desmate e queimadas em andamento, além de armas, animais silvestres abatidos, ocupação e formação de pastagem com gado. Tudo isso na penumbra da fumaça que sai da floresta que ainda arde em chamas criando uma atmosfera apocalíptica em meio ao santuário ecológico.
Os responsáveis pelos desmates e queimadas já estão sendo autuados e já foram notificados a retirar o gado (cerca de 600 animais) do local de modo a propiciar a regeneração da floresta. O prazo termina em 2 de outubro. A equipe permanece no local até a mensuração do dano ambiental que já contabiliza cerca de 1,5 mil ha devastados.
A região que passa por frenética grilagem de terra por fazendeiros, madeireiros e aventureiros. Foi declarada como área indígena Kayabi pela Portaria 1.149 de 2002 do Ministério da Justiça. A área se encontra entre os municípios de Apiacás (MT) e Jacareacanga.
O nome da operação é uma homenagem ao agente da Força Nacional, Carlos Augusto Durans Rocha, que morreu em acidente em ação de fiscalização na Operação Arco de Fogo, em 2009. (Ascom Ibama)

Nenhum comentário: