Páginas

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Quadrilha de falsa advogada é denunciada no Pará por estelionato

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça um grupo de sete pessoas acusadas de formar quadrilha para tentar fraudar o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de Altamira, no Pará. Denunciou, também, mais dois por receptação dos recursos recebidos dos interessados em obter os benefícios, remetidos por integrantes da quadrilha. O grupo, comandado por uma falsa advogada, chegava a cobrar R$ 5 mil por “atendimento”. Caso condenados, os acusados podem pegar até 4 anos e 8 meses de prisão mais multas e ampliação da pena devido a agravantes e a majorantes, como o crime continuado.
A denúncia, assinada pelo procurador da República Bruno Alexandre Gütschow, foi encaminhada à Justiça Federal em Altamira na última sexta-feira,12 de novembro. O grupo é acusado por estelionato, formação de quadrilha, e sua mentora ainda por falsa identidade. 

Um comentário:

Anônimo disse...

Thanks for this discriminative article, it's absolutely notable blogs