Páginas

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Destroços do Real Class chegam ao Centro de Perícias Científicas

Tamara Saré
Os primeiros pedaços de entulhos recolhidos do edifício Real Class, que desabou no último sábado em Belém, já estão na sede do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves aguardando o início dos procedimentos que resultarão no laudo técnico oficial. O material, que chegou ao CPC por volta das 15 horas desta terça-feira (1º), foi fotografado pelos peritos.
Amanhã devem chegar novas peças, mas as fundamentais, que vão auxiliar no laudo final da perícia, ainda não foram retiradas dos escombros. "A parte mais importante do prédio que precisamos recolher, e que envolvem a fundação e a superestrutura, estão bem abaixo dos escombros. Essas serão as últimas a serem retiradas", explicou o diretor do CPC, Orlando Salgado.
Segundo o diretor, cinco peritos trabalham selecionando o material adequado no próprio local do desabamento. Os pedaços que não servirão para análise são levados para um depósito localizado na Avenida Bernardo Sayão, pouco antes da sede da Companhia de Transportes do Município de Belém (CTBel). "O material que é levado para lá não serve mais para o trabalho dos peritos. Os pedaços que nos interessam estão sendo selecionados, marcados com um X e levados para a sede do Instituto de Criminalística", ressaltou Salgado.
Guardas Municipais de Belém estão a postos na área do depósito dos entulhos para evitar que o material seja saqueado por carroceiros. O diretor do Centro de Perícias Renato Chaves enfatizou que a seleção do material feita pelos técnicos é rigorosa e detalhada. "O que não serve está sendo descartado. Pedimos o apoio da Guarda Municipal apenas para evitar tumultos", esclareceu.
Planejamento - Desde o primeiro dia do desabamento do edifício, os peritos do Instituto de Criminalística traçaram um planejamento baseado em critérios técnicos. "Estamos com peritos na área desde os primeiros minutos após a tragédia. Fomos uma das primeiras equipes a chegar e com certeza seremos uma das últimas a sair. Nosso trabalho só vai terminar quando o laudo final for entregue", afirmou Salgado.
O diretor do CPC adianta que não há como determinar com exatidão uma data para que o laudo seja finalizado, mas adiantou que os primeiros resultados só começarão a aparecer dentro de 180 dias ou mais. Além dos pedaços do prédio Real Classes, os peritos também estão analisando documentos, registros, notas ficais e relação de compras de todos os insumos para a construção da obra.(Secom)

Nenhum comentário: