Páginas

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Tempestade deixa rastro de destruição em Belém

Após maré alta e seis horas de chuva forte, a capital paraense se tornou um verdadeiro caos com: Ruas submersas, trânsito lento, acidentes, transbordamentos de canais e moradores acuados com casas tomadas pela água. Este foi o cenário que dominou o final da tarde de ontem (18) e se prolongou pela madrugada de hoje (19). Mas para moradores do bairro da Cremação, especificamente na Rua dos Caripunas entre 14 de Março e Generalíssimo Deodoro, o momento da tempestade foi de união forças e persistência, pois a ponte de madeira que liga os moradores de um lado ao outro do canal, estava sendo levada pela força da água. Cordas, tabuas e força humana fizeram com que a ponte não se fosse, mas na manhã de hoje (19) foi possível perceber o rastro de destruição deixada. Alô prefeito envie operários para a recuperação da ponte!

Nenhum comentário: