Páginas

quinta-feira, 31 de março de 2011

Caixa Econômica destinará R$ 600 mil para o MAS e Arquivo Público

A Caixa Econômica Federal e a Secretaria de Estado de Cultura (Secult) assinarão amanhã (1º) contratos de patrocínio para investimentos de R$ 600 mil no Museu de Arte Sacra (MAS) e Arquivo Público do Estado do Pará (Apep).
A assinatura do convênio possibilitará o acesso aos portadores de necessidades especiais ao MAS e o processo de digitalização e acesso ao acervo do Arquivo Público. A cerimônia de assinatura acontece às 11h, no Teatro Estação Gasômetro. Serão R$ 300 mil para cada instituição.
O projeto “Museu de Arte Sacra: Programa de Acessibilidade aos Portadores de Necessidades Especiais” foi aprovado junto ao programa Patrocínio 2011/2012. O projeto tem como objetivo possibilitar o acesso ao museu por parte dos portadores de necessidades especiais, através da instalação de elevador, rampas de acesso e adaptação de banheiro. A adequação irá facilitar e permitir a locomoção dos grupos sociais impossibilitados ou com dificuldades de acesso ao espaço museológico, com segurança, possibilitando conforto, integração e independência de seus visitantes, permitindo a mobilidade do público com segurança; o museu como espaço inclusivo.
No Arquivo Público do Estado do Pará, será realizado o projeto “Preservação e Acesso: Proposta de Digitalização da Documentação Colonial do Arquivo Público do Estado do Pará”. O projeto tem como principal objetivo a digitalização da documentação colonial existente na instituição, que corresponde ao acervo documental da Secretaria de Governo da Capitania - período colonial do Brasil (1649 a 1823).
O projeto busca resguardar o direito à memória como prova de testemunho, assim como a preservação e conservação da documentação que é a mais antiga do acervo do Arquivo Público do Pará. O resultado esperado é a salvaguarda e a ampliação ao acesso deste acervo, por meio da mudança do suporte manuscrito para o meio digital, proporcionando pesquisa de forma mais moderna e eficiente e a proteção ao documento original.
Os arquivos digitais possibilitarão ao Arquivo Público disponibilizar tais informações aos seus usuários por meio de pontos de rede localizados nos salão de leitura do prédio, e os mesmos serão adaptados aos portadores de necessidades especiais, como forma de promover a inclusão social por meio do acesso a este patrimônio documental.(Ascom Caixa)

Nenhum comentário: