Páginas

quarta-feira, 9 de março de 2011

O flagrante do descaso: triste e suja Salinópolis

Uma das cidades litorâneas mais agradáveis do país, principalmente pelas lindas praias, rios, furos, igarapés, mangues, dunas e orlas, Salinópolis, distante cerca de 220 quilômetros de Belém, está, há décadas, abandonada.
E olha que todos os anos, nos meses de janeiro e julho, Salinas é a cidade preferida, não apenas dos paraenses, mas também de famílias provenientes dos estados do Amapá, Amazonas, Goiás e Tocantins, que lotam seus poucos hotéis e pensões.
Uma das marcas do abandono que mais chama a atenção dos visitantes do balneário é a sujeira acumulada e deixada ao deus dará, porque o serviço de limpeza pública simplesmente não funciona.
Infelizmente é assim que funciona esse nosso Estado.
Apesar das lindas cidades, prefeitos míopes e ignorantes são eleitos e reeleitos, mas não zelam por seus municípios.
 José Emilio Almeida

Um comentário:

Anônimo disse...

passei 15 dias em janeiro, em salinas o pude constatar o descaso das autoridedes e a falta de educação do nosso povo, parense, pois se todos cuida-se de seus lixinho, não ficaria desse jeito as praias.