Páginas

domingo, 21 de agosto de 2011

Belenenses protestam contra a divisão do Pará

Cerca de três mil pessoas foras às ruas, neste domingo (21), protestar contra a divisão do Pará. Esta é a primeira passeata realizada em Belém para defender a manutenção territorial do Estado. A mobilização foi toda feita via rede sociais (blogs, twitter, facebook, orkut).
 Com o tema  'Eles não querem o nosso bem, mas os nossos bens', a caminhada saiu da escadinha da Estação das Docas, seguiu pelas avenidas Presidente Vargas e Serzedelo Corrêa, e terminou na praça Batista Campos. Estiveram presentes estudantes, professores e políticos.
 Para Augusto Pantoja, um dos organizadores do evento, a população precisa participar dos debates sobre a divisão. Ele acredita que a mobilização é essencial para que as pessoas decidam conscientemente sobre o que consideram melhor para o Pará. 'Foi um suceso esta passeata. O mais impressionante é que mesmo sendo a primeira, foi muito bem ouvida pela população. O paraense ta começando a acordar quanto ao tema da divisão'. Na avaliação dele, que também é professor de História, a divisão não resolverá os problemas econômicos e sociais do Pará.  'Só a mudança do modelo de governar pode fazer a diferença.'
 'Um outro ponto positivo nesta passeata foi a presença em massa da juventude. Eles ajudaram na divulgação e mostram que são contra esta questão de dividir o nosso território. E com isso, as próximas passeatas só deve aumentar, pois o paraense tem apenas que conhecer o que este processo vai trazer de benefícios e malefícios, e pesar o que é melhor', finaliza.
'Há uma semana cerca de sete mil pessoas reproduziram o convite feito através do Faceboock e devido a isso a mobilização foi enorme', conta o estudante Lucas Nogueira, que mantém um blog e ajudou a divulgar o evento.
'Temos que colocar a população nos meios de debate para que não fique fora deste assunto, que até então é o assunto do momento. O povo pode se expressar durante a caminhada e mostrou revolta com relação a divisão do Estado'.
Quem apoiou a iniciativa foi o cantor paraense Nilson Chaves, que apesar de não ter participado da passeata, informou a reportagem do Portal ORM que não descarta a possibilidade de ir em uma próxima. 'Acho que a mobilização para essa questão é sempre muito pertinente e quanto mais pessoas para se manifestar melhor ainda. Eu, sem dúvida alguma, sou contra a divisão do Pará', opinou.
Outra cantora paraense que apoiou a iniciativa foi Juliana Sinimbú. 'Sou contra a divisão, principalmente pela descaracterização cultural e histórica que o Estado sofreria. O Pará é um só, único por sua música, seus sons, cheiros, comida,... Não vale a pena desmembrar um estado tão rico e virarmos vítimas de uma situação desfavorável. Essa seria a maior perda', finalizou. (Portal orm)

Nenhum comentário: