Páginas

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Ufpa terá novas moradias de estudantes em 2012

A construção da nova Casa do Estudante da Universidade Federal do Pará (Caesu/UFPA) deverá iniciar até o final de 2012. A Caesu terá 110 vagas, será mista e funcionará no Campus III, próximo da Estação de ônibus da Instituição.  A previsão da Prefeitura e da Pró-reitoria de Extensão da Universidade é de que as obras sejam concluídas ainda em 2013. 
Os primeiros detalhes da Caesu foram definidos durante primeira reunião da comissão formada para acompanhar o projeto, que é constituída por técnicos da Prefeitura da UFPA, pela direção de assistência estudantil da universidade e por representantes discentes do Diretório Central dos Estudantes (CDE) e da atual Caesu, que abriga 30 jovens universitárias em Belém.
O prédio da Casa do Estudante da UFPA terá entre 1.000 e 1.500 m2 e três andares, sendo que o primeiro conterá espaços de convivência como salas de estudo, lavanderia, cozinha, área de lazer e de convivência e espaços com acesso á internet. O segundo andar será a ala feminina e o terceiro, a ala masculina. Em cada ala, serão construídos 27 quartos, sendo 26 com dois lugares e um com três vagas. Já os banheiros serão compartilhados por dois ou quatro quartos. Por conter três andares, o prédio será equipado com elevador e estará de acordo com os critérios de acessibilidade.
“Destes quartos, 25 estarão permanentemente ocupados, num total de 50 vagas por andar. As outras cinco vagas por andar serão nos ‘quartos-reserva’ que também funcionam como quartos de hóspedes. Estes espaços são necessários para que estudantes em mobilidade acadêmica tenham onde ficar e ainda possam ser utilizados pelos próprios estudantes da Caesu, quando forem necessárias obras de manutenção ou reparos nos quartos e eles precisarem ser temporariamente remanejados”, explica José Maia, Diretor de Assistência Estudantil da Proex.
Segundo a Prefeitura e a Proex, uma das vantagens do local escolhido é o acesso facilitado ao campus e a proximidade com os equipamentos esportivos da Universidade. “O campus III não está desocupado. Nele funcionam as atividades da Faculdade de Educação Física e as atividades do Pró-paz. Portanto, as quadras e outros espaços de lazer estarão a disposição dos estudantes e também serão revitalizados”, asseguram os representantes. Em contrapartida, a UFPA construirá uma passarela e um pórtico que indique a nova entrada do campus III, uma vez que o acesso atual será fechado.
No dia 24 de novembro, às 15h, a comissão volta a se reunir no Gabinete da Proex para avaliar o “Programa de Necessidades” a ser apresentado pela Prefeitura. O documento expõe as demandas do prédio e indica como ele deverá ser construído, sua área total e localização. Com o Programa em mãos, o projeto da nova Caesu poderá ser encomendado a empresa licenciada que, por sua vez, poderá entregá-lo em até 90 dias. Depois, poderá ser dado início na licitação para contratação de empresa que vai efetivamente construir o prédio.
“Se tudo der certo, teremos o projeto até março e as obras poderiam começar em agosto. Mas como muitas etapas deste percurso não dependem de nós, estas são apenas estimativas. O que é importante destacar é que pactuamos o local, o número de vagas e outras informações importantes sobre o prédio”, ressalta José Maia.
Moradia Multicampi - Atualmente, a UFPA mantém quatro casas de estudantes e um alojamento estudantil, além de disponibilizar aproximadamente 240 bolsas para o Auxílio Moradia, dentro do Programa Bolsa Permanência. Ao todo, 147 alunos da Universidade vivem nas Casas de Estudantes, sendo 17 em Breves, 44 em Altamira, 30 em Belém, 12 em Castanhal e 44 no alojamento de Tucuruí.
Em 2012, o orçamento dedicado à assistência moradia é de aproximadamente três milhões. Além da Caesu, entre os projetos para o próximo ano, estão a construção de uma casa de estudantes nos campi de Breves e de Castanhal, a construção de um restaurante universitário em Castanhal e a ampliação dos restaurantes universitários de Belém. (Ascom UFPA)

Nenhum comentário: